Saquarema recebe campeonato de boxe de praia no próximo sábado (29)






Incluindo Brasil x Argentina, disputas acontecem na praia de Itaúna e prometem reunir alguns dos grandes nomes da modalidade. A entrada é gratuita

Conhecida mundialmente pelos campeonatos de Surf, a cidade de Saquarema (RJ) ganhará destaque no próximo sábado devido a outra modalidade. A 2ª Etapa BeachBoxing 2017, um esporte bem parecido com o boxe tradicional, com adaptações para a versão praiana. É o segundo evento do campeonato apenas neste ano. Não há cobrança de ingressos.
Nesta rodada, cerca de 30 atletas participarão das lutas. Serão 17 delas, com três rounds de 1 minuto e 30 segundos cada, totalizando em média três horas de competição. Os vencedores de cada luta são anunciados ao final, nos mesmos moldes do UFC.

A luta mais esperada, talvez, seja a internacional. Nela, dois Rodrigos se enfrentarão nas areias da Região dos Lagos. O brasileiro Rodrigo Franca disputa com o argentino Rodrigo Roldan. Além deles, as super lutas entre Gabriel Paragolé e Edgar Branco e, na feminina, entre Diana Moraes e Vanessa Borba têm atraído atenção pelo desempenho dos atletas.
A inovação é um dos principais aspectos da competição. Para Marcelo Santos, um dos fundadores e praticante da modalidade, o novo esporte reconstrói a imagem da luta, que sempre foi vinculada aos ringues fechados. "A luta em si é um pouco marginalizada. Costuma ser realizada em locais fechados, mas quando você traz a um ambiente aberto e uma vitrine como é a praia, as coisas mudam", afirma.
O ringue é menor que o do esporte tradicional, com 5x5 metros – e é montado sobre as areias. Nele, os competidores precisam ser mais rápidos que no boxe convencional, já que as lutas possuem tempo também menor. Além disso, os praticantes do BeachBoxing são oriundos de outras lutas livres, detalhe que não pode ocorrer no boxe. A Confederação Brasileira de Boxe exige exclusividade dos atletas para o esporte.
A Federação do Boxe de Praia, a Febop, é mais maleável e, por isso, tem se tornado atrativo para o novo esporte, que passou a receber a procura de amantes do esporte, lutadores de outras modalidades e até mesmo nomes de ex-boxeadores. O BeachBoxing é tão democrático quanto o Ultimate Fighting Championship (UFC), onde atletas de diferentes modalidades podem participar das competições, desde que sigam as regras do esporte.
Idealizador do evento, o também treinador Moacyr Lima começou sua atuação em 2012, na Praia do Pepê, no Rio de Janeiro. Durante alguns anos, reuniu vários praticantes e, juntos, resolveram profissionalizar os encontros. Montaram o ringue na praia, com a autorização da prefeitura, e para oficializar o esporte, criaram a Federação do Boxe de Praia, a FEBOP. Essa será a décima rodada, a segunda somente este ano. “Chegaremos no nosso décimo evento no dia 29 de julho, uma marca muito importante e que mostra a evolução dos nossos eventos. E, claro, o crescimento meteórico desta nova modalidade”, completa.

VÍDEOS:


Serviço:
2ª Etapa BeachBoxing 2017 (Masculino e Feminino)
Dia 29 de julho (sábado), a partir das 9h
Praia de Itaúna, Saquarema, Rio de Janeiro
Pesagem: 9h
Competições: a partir das 10h
Entrada Grátis
http://www.beachboxingbrasil.com.br/



Clique na imagem para fazer o Download...
Alta | Web
Clique na imagem para fazer o Download...
Alta | Web
Clique  na  imagem  para  fazer o Download...
Alta | Web
Clique na imagem para fazer o Download...
Alta | Web

CAIO BARBIERI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais

Stibo Systems auxilia na otimização no lançamento de produtos nas lojas da Netshoes

Nicolas Ferreira entra para história do FMX nacional ao acertar o frontflip