Santa Catarina recebe as feras do Campeonato Brasileiro de Motocross



João Pedro Pinho, piloto de motocross do Team Rinaldi
Crédito: Café Fotos/Mundo Press

Rafael Becker, piloto de motocross do Team Rinaldi
Crédito: Café Fotos/Mundo Press


Bento Gonçalves (RS) – A cidade de São José, em Santa Catarina, recebe as feras do Campeonato Brasileiro de Motocross neste fim de semana (29 e 30). Patrocinada pela Rinaldi, a segunda etapa da competição terá como palco a pista do Motódromo Marronzinho, formada por 1600 metros de extensão. As disputas envolvem 10 categorias: MX1, MX2, MX2Jr, MXJr, MX3, MX4, MX5, 230cc, 65cc e 50cc. 

O Team Rinaldi está pronto para alinhar no gate e defende liderança com o catarinense Rafael Becker. Atual bicampeão nacional da 50cc, o jovem talento encara novo desafio na classe 65cc e já é destaque. “Treinei bastante, espero fazer uma bela prova. Vou para cima com o objetivo de conseguir mais uma vitória”, garantiu. 

A equipe também será representada pelo time Ipiranga Honda Rinaldi IMS, dos pilotos João Pedro Pinho (MX2), Frederico Spagnol (MX2) e Renan Goto “Japinha” (MX2Jr), e por Gabriel Andrigo na MXJr. Eles aceleram com os pneus Rinaldi RMX35, SR39 e HE40, da linha off-road da fábrica gaúcha. As corridas em solo catarinense ainda somam pontos para o campeonato estadual da modalidade. 

Campeonato Brasileiro de Motocross
Programação* – 2ª etapa
Local – Motódromo Marronzinho, em São José (SC)

Sábado, 29/7
Das 7h às 7h30 - Vistorias técnicas
Treinos livres:
Das 7h30 às 7h45 – Classes Intermediária 1 e 2 (Campeonato Catarinense)
Das 7h50 às 8h10 – MX3 (Brasileiro / Catarinense)
Das 8h15 às 8h45 – MX2 e MX2Jr (Brasileiro / Catarinense)
Das 8h50 às 9h05 – MX4 e MX5 (Brasileiro / Catarinense)
Das 9h10 às 9h40 – MX1 (Brasileiro / Catarinense)
Das 9h45 às 10h – 65cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 10h05 às 10h20 – 230cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 10h25 às 10h40 – 50cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 10h45 às 11h05 – MXJR (Brasileiro / Catarinense)
Treinos cronometrados:
Das 12h às 12h15 – Intermediária 1 e 2 (Catarinense)
Das 12h20 às 12h40 – MX3 (Brasileiro / Catarinense)
Das 12h45 às 13h15 – MX2 e MX2Jr (Brasileiro / Catarinense)
Das 13h20 às 13h35 – MX4 e MX5 (Brasileiro / Catarinense)
Das 13h40 às 14h10 – MX1 (Brasileiro / Catarinense)
Das 14h15 às 14h30 – 65cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 14h35 às 14h50 – 230cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 14h55 às 15h10 – 50cc (Brasileiro / Catarinense) 
Das 15h15 às 15h35 – MXJr (Brasileiro / Catarinense)
Provas:
16:10 – 230cc (Brasileiro / Catarinense) – 15 minutos + 2 voltas
16h50 – MX3 (Brasileiro / Catarinense) – 20 minutos + 2 voltas
17h30 – 50cc (Brasileiro / Catarinense) – 15 minutos + 2 voltas
17h50 – Pódio das categorias 230cc, MX3 e 50cc

Domingo, 30/7Warm up:
Das 7h30 às 7h45 – Intermediaria 1 e 2 (Catarinense)
Das 7h50 às 8h05 – MXJR (Brasileiro / Catarinense)
Das 8h10 às 8h25 – MX4 e MX5 (Brasileiro / Catarinense)
Das 8h30 às 8h50 – MX2 e MX2JR (Brasileiro / Catarinense)
Das 8h55 às 9h10 – 65cc (Brasileiro / Catarinense)
Das 9h15 às 9h35 – MX1 (Brasileiro / Catarinense)
Provas: 
10h – MXJR (Brasileiro / Catarinense) – 20 minutos + 2 voltas
10h35 – MX4 e MX5 (Brasileiro / Catarinense) – 15 minutos + 2 voltas
11h – Pódio das categorias MXJR, MX4 e MX5 (Brasileiro / MX Catarinense)
12h – MX2 e MX2JR (Brasileiro / Catarinense) – 1ª bateria – 30 minutos + 2 voltas
12h50 – MX1(Brasileiro / Catarinense) – 1ª bateria – 30 minutos + 2 voltas
13h40 – 65cc (Brasileiro / Catarinense) – 15 minutos + 2 voltas
14h10 – Intermediaria 1 e 2 (Catarinense) – 15 minutos + 2 voltas
14h40 – Pódio da categoria 65cc (Brasileiro / Catarinense)
15h – MX2 e MX2JR (Brasileiro / Catarinense) – 2ª bateria – 30 minutos + 2 voltas
16h – MX1(Brasileiro / Catarinense) – 2ª bateria – 30 minutos + 2 voltas
16h45 – Pódio das categorias MX1, MX2 e MX2JR (Brasileiro / Catarinense)

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.
Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes. 

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2015 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais

Stibo Systems auxilia na otimização no lançamento de produtos nas lojas da Netshoes

Nicolas Ferreira entra para história do FMX nacional ao acertar o frontflip