Cabify fomenta discussão sobre a regulamentação de serviços de mobilidade em Brasília





Plataforma de mobilidade urbana se posiciona a favor de uma lei justa
Brasília, 22 de agosto - Durante os últimos dias, a regulamentação proposta pela Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal (Semob) se tornou uma das pautas mais discutidas quando o assunto é o transporte de passageiros. A Cabify, plataforma espanhola de mobilidade urbana, se posiciona de forma sólida pela criação de uma regulamentação justa.
“Somos a favor da mobilidade urbana em todas as regiões onde atuamos, incluindo Brasília. Além disso, trabalhamos ao lado dos municípios para criar uma regulamentação justa, inclusive com o pagamento de tributos por todos os players”, salienta Daniel Velazco-Bedoya, general manager da Cabify no Brasil. A empresa iniciou sua operação em São Paulo há 1 ano e foi a primeira companhia para intermediação de transporte particular regulamentada na cidade. “Acreditamos que a regulamentação do transporte individual privado de passageiros é, além de legítima, necessária para garantir o bom equilíbrio concorrencial”, afirma.
A Cabify chegou à Brasília em abril deste ano como um facilitador para um transporte privado de qualidade e segurança para os cidadãos e visitantes. “Queremos ser uma solução de mobilidade para a cidade e acreditamos que trabalhando junto com outros modais e com o GDF podemos construir uma cidade mais moderna com relação à mobilidade urbana” comenta Nícolas Scridelli, gerente geral da Cabify em Brasília.
Antes mesmo da regulamentação, a Cabify já cumpria todos os pré-requisitos e padrões de segurança e qualidade do decreto, como por exemplo: exigência de veículos com quatro portas, ar condicionado e com até cinco anos de fabricação, todos inspecionados presencialmente.
No entanto, a empresa, ciente da responsabilidade que tem de entregar serviço de qualidade tanto para passageiros como para seus motoristas parceiros, entende que a exigência de abertura de filial da plataforma, assim como a limitação para prestação dos serviços apenas a carros licenciados no DF para atuarem nos aplicativos de mobilidade violam a legislação federal (LC116) e princípios constitucionais, como a liberdade de iniciativa e profissão. Desta forma, a empresa realizou o seu cadastro na Secretaria de Mobilidade e tendo em vista o não aceite da autoridade municipal em atender o pedido de cadastro com base nos pontos acima mencionados, a empresa buscará a tutela judicial para assegurar o cumprimento da legalidade em relação às referidas exigências dentro do prazo legal”, afirma Juliana Minorello, gerente Legal da Cabify.
Atualmente, a Cabify está presente em seis capitais - Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Curitiba (Paraná), Belo Horizonte (Minas Gerais), Brasília (Distrito Federal), Porto Alegre (Rio Grande do Sul) e São Paulo (São Paulo), além de outras seis cidades do Estado de São Paulo - sendo elas Campinas, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Santo André, Santos e São Vicente. Em um ano de atuação, Cabify Brasil já está entre as cinco maiores operações da empresa no mundo.
Sobre a CABIFY
A Cabify é uma empresa de tecnologia legalmente estabelecida pela qual os usuários podem solicitar um motorista particular em qualquer dia da semana, 24 horas por dia, por meio de um smartphone ou diretamente no site. Presente em diversas cidades na Espanha e México, e nas principais capitais da América Latina, a Cabify foi selecionada pela Apple como uma das melhores aplicações em 2012 na categoria Inovação. Fundada em 2011 na Espanha e com foco inicial em transporte corporativo, a startup atraiu o interesse de importantes investidores do Vale do Silício. Devido à aceitação do mercado e sucesso inicial, a plataforma recebeu outros investimentos (fundos americanos e belga) que foram direcionados ao plano de expansão da empresa em países na América Latina. Em 2014, fechou uma rodada Series A liderada pela Seaya Ventures e, no segundo semestre de 2015, houve outra rodada de investimentos (Series B, liderada pela Rakuten) que tem como foco a expansão da startup em diversas cidades na América Latina e na Península Ibérica. Em 2016, a empresa recebeu uma nova rodada de USD 200 milhões com foco no Brasil. Desde o início das suas operações a Cabify já captou mais de USD 340 MM.

http://lh4.googleusercontent.com/nmOzEah3_g7ZVakXBHX7gi06MBQm7aPHgERsEjVd-yZqKcwnooneOTcblUY8ATA4Ak1izvkoRfimYNbtUAqRQaLjyS2VzB43TdZe1VihFA2ChuoGoWPjhi6Gja0riWjrAzNCOP4
Mais informações para a Imprensa
Aline Rodrigues
Daniela Passos
Carol Maximo
Heverton Bruno 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais

Stibo Systems auxilia na otimização no lançamento de produtos nas lojas da Netshoes

Festival Churrasco Curitiba será realizado em agosto