Yared defende que culpado por tragédias no trânsito pague a conta do SUS


INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE
CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR




Projeto apresentado pela parlamentar paranaense propões que os 56 bilhões de reais gastos por ano com vítimas sejam utilizados para melhorias nos hospitais
Mais penalidade para o motorista que causar crimes de trânsito com vítimas. Projeto de lei (PL 3053/2015) que tramita na Câmara dos Deputados pretende incluir entre as punições previstas ao condutor responsável pelo acidente o ressarcimento das despesas realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) às vítimas da ocorrência. De autoria da deputada federal Christiane Yared (PR-PR), a proposta prevê acrescentar uma parcela específica destinada a indenizar exclusivamente o SUS nesses casos.
"O governo não consegue financiar adequadamente o Sistema Único de Saúde. Um dos componentes que pesam de modo importante no orçamento da saúde são os acidentes automobilísticos com vítimas", informa Yared. Segundo a autora, cerca de 56 bilhões de reais foram gastos com o SUS apenas em 2014, o correspondente a todo o repasse de recursos do Governo Federal para a região Norte.
De acordo com os cálculos da parlamentar, com esses recursos gastos, o governo poderia construir 1,8 mil novos hospitais, custando R$ 30 milhões cada – o que daria mais de 66 hospitais por estado incluindo os 26 estados e o Distrito Federal. "Tudo isso poderia ser realidade se a violência no trânsito não 'sequestrasse' todo ano esses recursos para pagar os custos das mortes e tratamentos das vítimas e sequelados nas vias", sustenta.
Os números de mortes por acidente de trânsito no país realmente são preocupantes. A cada minuto, uma pessoa é sequelada por acidentes nas ruas. No caso de morte, a cada 12 minutos. Os reflexos negativos dos acidentes, lembra Yared, não afetam apenas as famílias dos vitimados, mas toda a sociedade. "O trânsito no Brasil está doente. E todos nós temos de nos envolver na busca de outro cenário, ou seja, na cura para este mal", convoca a autora.
O projeto aguarda para ser analisado pelo plenário da Casa.

Agência Câmara
Yared: 1,8 mil novos hospitais poderiam ser construídos
Alta | Web

CAIO BARBIERI

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais

Stibo Systems auxilia na otimização no lançamento de produtos nas lojas da Netshoes

Nicolas Ferreira entra para história do FMX nacional ao acertar o frontflip