Transporte intermunicipal conta com Sistema de Bilhetagem Eletrônico da Digicon

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE
CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR






Tecnologia consolidada no transporte público urbano, o Sistema de Bilhetagem Eletrônica (SBE4) com o validador DG Smart, desenvolvido pela Digicon, após a homologação pela Metroplan (órgão que regulamenta o transporte metropolitano no estado), agora começa a ser utilizado também no transporte intermunicipal de passageiros no Rio Grande do Sul. A empresa Expresso Vitória já começou a implantação do validador eletrônico em uma frota de 55 ônibus que atendem 35 linhas intermunicipais. São linhas que fazem a ligação entre Porto Alegre e cidades da região Metropolitana, do Vale do Taquari e do Vale do Caí.

De acordo com o gerente comercial da divisão de Mobilidade Urbana da Digicon, Elton Barcelos, o diferencial do sistema é a adoção do GPS para identificação da localidade de embarque e desembarque. Isso proporciona maior praticidade e comodidade para o passageiro na cobrança da tarifa por trecho viajado e também é vantajoso para a empresa, que terá o cálculo automático da tarifa em função do trecho utilizado. Se houver tentativa de usar outro trecho com valor de tarifa maior, o validador não libera a catraca e o sistema aguarda que seja feito o acerto de contas com o cobrador ou motorista.Outra característica importante é a câmera para controle das gratuidades e outros benefícios. Este dispositivo permite verificar se o passageiro que embarcou é realmente aquele que tem direito ao desconto ou gratuidade, evitando as fraudes de utilização destes cartões por terceiros, reduzindo a evasão e beneficiando a todos os usuários do transporte.

Com o DG Smart também é possível que, na ocasião do embarque, seja realizada a venda de trechos com seguro adicional. A tecnologia ainda permite que usuários sem cartão possam usar o sistema, através da venda de cartões unitários embarcados que, ao final da utilização, são recolhidos automaticamente. Outra vantagem dessa solução é possibilitar um controle fiel sobre a utilização do sistema, pois todas as informações de transação têm os dados das coordenadas, ou seja, é possível identificar o real local de embarque e desembarque dos passageiros.

“É uma tecnologia que tem facilitado a vida das empresas e, por consequência, de seus passageiros. Isso se deve pela grande capacidade de processamento e memória, além de um display touch screen gráfico e colorido, com comunicação de dados WiFi de alta velocidade”, diz o gerente. 

Moglia Comunicação

Eduardo Wolff - ​Leo Urnauer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atletas da delegação olímpica brasileira são recebidos no Palácio do Planalto

FPT Industrial chega a marca de 30.000 motores GNV vendidos no mundo

Evento no Paraná debate inovação no lançamento regional do movimento 100 Open Startups