Rally dos Sertões: o sentimento de uma estreia






Entre tantos veteranos que competirão no 25º Rally dos Sertões, há aqueles que alinharão seus veículos pela primeira vez na disputa. Na tentativa de controlar a ansiedade, pilotos e navegadores não escondem a alegria e o orgulho de estarem no maior rali do Brasil

O 25º Rally dos Sertões será realizado de 19 a 26 de agosto (Divulgação)
O 25º Rally dos Sertões será realizado de 19 a 26 de agosto
(Divulgação)

Renato Martins e Enedir da Silva Júnior formam uma dupla estreante no evento (Divulgação)
Renato Martins e Enedir da Silva Júnior formam uma dupla estreante no evento
(Divulgação)

A dupla percorrerá 3.330 quilômetros a bordo de Mitsubishi Pajero Full (Divulgação)
A dupla percorrerá 3.330 quilômetros a bordo de Mitsubishi Pajero Full
(Divulgação)
Na edição histórica de 25 anos do Rally dos Sertões, pilotos e navegadores já sentem o famoso “frio na barriga”. Por mais vivência que um competidor tenha neste evento, a cada ano ele traz novos desafios. Um ano nunca é igual ao outro, e a organização sempre surpreende com roteiros de alto nível técnico. Se os veteranos confessam a apreensão que sentem antes da largada, como descrever o sentimento de um estreante no Rally dos Sertões?
De 19 a 26 de agosto, uma caravana formada por 248 veículos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros (incluindo a modalidade regularidade), percorrerá o Centro Oeste do Brasil em 3.330 quilômetros, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS). Os pernoites serão em Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), Barra dos Garças (MT), Coxim (MS), Aquidauana (MS).
Para falar sobre o sentimento da estreia no Rally dos Sertões, ninguém melhor que o piloto Renato Martins e o navegador Enedir da Silva Júnior que, apesar da experiência que possuem no rali de regularidade, pela primeira vez alinharão seu veículo no maior certame off-road do País.  “Faltam poucos dias para colocarmos o pé na estrada. O Sertões não sai do nosso pensamento e o coração fica acelerado o tempo inteiro. É a correria nos ajustes finais do carro, na preparação da logística da equipe, enfim... A cada dia que passa estamos mais próximos da realização de um sonho e, ainda, estaremos ao lado de grandes ídolos que sempre acompanhamos nas demais modalidades”, descreveu Martins.
A dupla integra a equipe Sacode Poeira e estará a bordo de uma Mitsubishi Pajero Full automática tiptronic, motor 3.2, repotencializado pela SFI Chips e, de acordo com o navegador, por mais preparado que se esteja para disputar o título de um Rally dos Sertões é preciso ter estratégia e pensar em um dia por vez. “São sete dias de competição e nosso maior objetivo é concluí-la. Acredito que temos condições de conquistar um bom resultado, mas é necessário ter muita calma e dosar o equipamento durante as etapas, pois a maior frustração de um off-roader é ficar pelo meio do caminho e não cruzar a linha de chegada”, refletiu Júnior.
A concentração do 25º Rally dos Sertões será o Autódromo Internacional de Goiânia, com abertura dos portões no dia 16 de agosto. O prólogo – que definirá a ordem de largada para a primeira etapa – será na Cidade Alpha Goiás. O percurso terá cerca de 5 quilômetros, com muitas curvas, elevação de terreno, trechos estreitos e muito mais.
A equipe Sacode a Poeira tem apoio de SP Imports, RH Brasil – Recursos Humanos, SFI Chips, M & C Engenharia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Barba exige cuidados básicos, mas fundamentais

Atletas da delegação olímpica brasileira são recebidos no Palácio do Planalto

FPT Industrial chega a marca de 30.000 motores GNV vendidos no mundo