Rally dos Sertões: o sentimento de uma estreia






Entre tantos veteranos que competirão no 25º Rally dos Sertões, há aqueles que alinharão seus veículos pela primeira vez na disputa. Na tentativa de controlar a ansiedade, pilotos e navegadores não escondem a alegria e o orgulho de estarem no maior rali do Brasil

O 25º Rally dos Sertões será realizado de 19 a 26 de agosto (Divulgação)
O 25º Rally dos Sertões será realizado de 19 a 26 de agosto
(Divulgação)

Renato Martins e Enedir da Silva Júnior formam uma dupla estreante no evento (Divulgação)
Renato Martins e Enedir da Silva Júnior formam uma dupla estreante no evento
(Divulgação)

A dupla percorrerá 3.330 quilômetros a bordo de Mitsubishi Pajero Full (Divulgação)
A dupla percorrerá 3.330 quilômetros a bordo de Mitsubishi Pajero Full
(Divulgação)
Na edição histórica de 25 anos do Rally dos Sertões, pilotos e navegadores já sentem o famoso “frio na barriga”. Por mais vivência que um competidor tenha neste evento, a cada ano ele traz novos desafios. Um ano nunca é igual ao outro, e a organização sempre surpreende com roteiros de alto nível técnico. Se os veteranos confessam a apreensão que sentem antes da largada, como descrever o sentimento de um estreante no Rally dos Sertões?
De 19 a 26 de agosto, uma caravana formada por 248 veículos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros (incluindo a modalidade regularidade), percorrerá o Centro Oeste do Brasil em 3.330 quilômetros, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS). Os pernoites serão em Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), Barra dos Garças (MT), Coxim (MS), Aquidauana (MS).
Para falar sobre o sentimento da estreia no Rally dos Sertões, ninguém melhor que o piloto Renato Martins e o navegador Enedir da Silva Júnior que, apesar da experiência que possuem no rali de regularidade, pela primeira vez alinharão seu veículo no maior certame off-road do País.  “Faltam poucos dias para colocarmos o pé na estrada. O Sertões não sai do nosso pensamento e o coração fica acelerado o tempo inteiro. É a correria nos ajustes finais do carro, na preparação da logística da equipe, enfim... A cada dia que passa estamos mais próximos da realização de um sonho e, ainda, estaremos ao lado de grandes ídolos que sempre acompanhamos nas demais modalidades”, descreveu Martins.
A dupla integra a equipe Sacode Poeira e estará a bordo de uma Mitsubishi Pajero Full automática tiptronic, motor 3.2, repotencializado pela SFI Chips e, de acordo com o navegador, por mais preparado que se esteja para disputar o título de um Rally dos Sertões é preciso ter estratégia e pensar em um dia por vez. “São sete dias de competição e nosso maior objetivo é concluí-la. Acredito que temos condições de conquistar um bom resultado, mas é necessário ter muita calma e dosar o equipamento durante as etapas, pois a maior frustração de um off-roader é ficar pelo meio do caminho e não cruzar a linha de chegada”, refletiu Júnior.
A concentração do 25º Rally dos Sertões será o Autódromo Internacional de Goiânia, com abertura dos portões no dia 16 de agosto. O prólogo – que definirá a ordem de largada para a primeira etapa – será na Cidade Alpha Goiás. O percurso terá cerca de 5 quilômetros, com muitas curvas, elevação de terreno, trechos estreitos e muito mais.
A equipe Sacode a Poeira tem apoio de SP Imports, RH Brasil – Recursos Humanos, SFI Chips, M & C Engenharia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atletas da delegação olímpica brasileira são recebidos no Palácio do Planalto

Evento no Paraná debate inovação no lançamento regional do movimento 100 Open Startups

FPT Industrial chega a marca de 30.000 motores GNV vendidos no mundo