Mesmo sem vitórias na Alemanha, KRT assegura pódio em Lausitzring e mantém liderança do Mundial






São Paulo, 21 de agosto de 2017 -    A rodada da Alemanha do Mundial de SuperBike não foi nada fácil para a equipe Kawasaki Racing Team. A escuderia japonesa líder absoluta da temporada 2017 não conseguiu vencer no Circuito de Lausitzring, porém, subiu ao pódio nas duas baterias disputadas neste final de semana. Jonathan Rea (#1) obteve o melhor resultado e encerrou a etapa, neste domingo (20), com uma segunda colocação. Já seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), enfrentou dificuldades e obteve o quarto lugar.
Acostumado a vencer [faturou nove vitórias em 18 baterias realizadas], o atual campeão, Jonathan Rea, despediu-se da Alemanha sem conseguir cruzar a linha de chegada na frente. O piloto norte-irlandês, que fez o segundo tempo nos classificatórios, largou bem e manteve a ponta por boa parte da prova nesta segunda corrida. Entretanto, não conseguiu impedir a ultrapassagem de Chaz Davies (#7), da Ducati, que assumiu a liderança ainda na metade da prova e segurou a posição até a bandeirada.
“Chaz [Davies] foi realmente sólido na segunda corrida e teve um ritmo muito bom. No começo da prova, quando tive um bom grip, me senti forte sobre a moto, mas, assim que comecei a perder tração, a moto se tornou muito dura. Não tive grandes momentos, mas apenas tentei controlar isso e vi que a diferença para o Marco [Melandri] se ampliava, décimo por décimo, apenas seguindo em frente. Estou satisfeito com os resultados deste fim de semana, já que a moto não funcionou tão bem aqui. Nós saímos de Lausitzring com 40 pontos e estou satisfeito com isso”, comentou Rea.
Já para Tom Sykes (#66), o desfecho em Lausitzring não foi como o esperado. O piloto britânico que buscava sua terceira vitória na temporada encerrou a rodada da Alemanha com a quarta colocação. Com a confiança um pouco abalada devido a um leve toque no início da prova, Sykes demorou para embalar e com isso subir para as primeiras posições. Foi somente na 13ª volta que o piloto de numeral #66 ultrapassou Lorenzo Savadori (#32), da Aprilia, e assumiu a quarta colocação.
“As coisas nessa corrida, definitivamente, não foram como planejadas. Tive um bom começo, mas toquei na traseira de Savadori na Curva 1 e com isso perdi toda a vantagem que tinha aberto. Quando consegui fechar voltas limpas, já no fim da prova, foi quando retomei uma sensação de normalidade outra vez. Antes disso, tinha perdido a confiança para ultrapassar os adversários nos momentos de frenagem e vinha sofrendo toda a vez que tentava alinhar com eles. Eu estava perdendo porque não conseguia sair das curvas da forma como eu queria. Foi uma disputa estranha ao longo de toda a corrida e estou desapontado por não ter confiança para fazer as ultrapassagens com uma frenagem mais forte. Agora continuaremos trabalhando, pois ainda faltam quatro rodadas para o fim do campeonato”, destacou Sykes.
Na primeira bateria, realizada no sábado (19), o resultado foi um pouco melhor para a Kawasaki Racing Team. Jonathan Rea abriu a disputa em Lausitzring com o segundo lugar e Tom Sykes fechou a dobradinha da KRT no pódio com a terceira colocação. Aliás, o piloto britânico completou 32 anos e comemorou o aniversário com um importante feito. Sykes cravou um novo recorde de volta mais rápida em corrida no circuito alemão com o tempo de 1m36s918. Porém, a sua marca caiu já na segunda bateria, no dia seguinte, quando Chaz Davies fechou 1m36s634.
Com os resultados obtidos na Alemanha, Rea somou 40 pontos e manteve a liderança isolada do Mundial com 381 pontos. Já Sykes segue na segunda posição no ranking geral com 311 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki manteve a dianteira. A marca japonesa soma 415 pontos contra os 359 da Ducati, que vem na segunda posição.
Pelas demais categorias, o melhor desempenho da Kawasaki foi na SuperSport 600. Kenan Sofuoğlu (#1), da Kawasaki Puccetti Racing, faturou a segunda colocação em Lausitzring. Com o resultado, o piloto turco manteve a vice-liderança do campeonato com 120 pontos – agora apenas um ponto atrás do líder no classificatório geral. Pela Superstock 1000, Jeremy Guarnoni, (#11), da Pedercini Racing Kawasaki, fechou a sexta posição e na SuperSport 300, Ana Carrasco (#35), da ETG Racing, foi a piloto mais bem posicionada da Kawasaki com o 13º lugar.
Agora o Mundial de SuperBike se prepara para a sua 10ª rodada, que será realizada no Autódromo Internacional do Algarve, em Portugal, nos dias 15, 16 e 17 de setembro.



Imagens relacionadas

Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução


Kawasaki EU | VGCOM BR
baixar em alta resolução



VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atletas da delegação olímpica brasileira são recebidos no Palácio do Planalto

FPT Industrial chega a marca de 30.000 motores GNV vendidos no mundo

Evento no Paraná debate inovação no lançamento regional do movimento 100 Open Startups